Arquivos de Tag: tradução

Tradução do manuscrito “Vida” de Darwin (1838)

Primeira página do manuscrito

Em setembro de 2019 o Pedro publicou a tradução desse manuscrito no Boletim de História e Filosofia da Biologia. Clique aqui para conferir.

Tradução científica

Já está no ar o novo número do periódico Tradução em Revista. Organizei esse número sobre tradução científica junto com a minha ex-orientadora, professora Marcia Martins (PUC-Rio). Clique aqui para ver o conteúdo. Além de vários artigos incríveis de autores maravilhosos, esse número contém o meu artigo sobre as traduções da Origem.

Sexto Empírico contra os astrólogos

Belíssimo trabalho do qual tive a honra de participar junto com o Rodrigo Brito e o Rafael Huguenin!

Confiram no site da Editora Unesp.

Entrevista sobre o livro

Marcus e eu demos uma entrevista sobre o nosso livro para o último número da revista Astrolábio. Clique aqui para conferir no site da revista, ou aqui para baixar o PDF da entrevista no nosso dropbox.

Eis o livro!

 

Finalmente nasceu depois de 10 anos de gestação!

Clique aqui para vê-lo no site da editora.

Clube de Revista: slides sobre as traduções da Origem

Nas últimas semanas apresentei os resultados da minha pesquisa de pós-doc para o grupo. Clique na imagem abaixo para ver os slides:

 

Conversa com Nélio Bizzo em São Paulo, 2018

Mais uma entrevista em vídeo que consegui fazer durante a pesquisa sobre as traduções da Origem. Esta é com o professor Nélio Bizzo, da USP, que prefaciou duas edições brasileiras: a que saiu pela Martin Claret, em 2014, traduzida por Anna e Carlos Duarte; e a que saiu em 2018 pela Edipro, traduzida por Daniel Miranda. Ambas já foram mencionadas aqui e aqui.

 

Conversa com Nuno Gomes no Porto em 2017

No âmbito da minha pesquisa sobre as traduções da Origem, algumas entrevistas foram registradas em vídeo. Esta é uma delas. Trata-se de Nuno Gomes, responsável pela editora Exclamação, ex-Planeta Vivo, que pretende publicar as obras completas de Darwin. Essa tarefa começou em 2009 com a publicação da Origem das espécies, que foi traduzida por Ana Afonso, única tradução mencionada no site Darwin Online. Durante nossas leituras, usamos um bocado essa edição, como se pode ver aqui. Também conversei com Ana Afonso, mas só tenho o registro em áudio, que não ficou bom. Algumas imagens e um breve relato dessa conversa com a tradutora podem ser encontrados aqui.

 

Mais uma tradução brasileira da Origem!

Realmente 2018 nos reservou algumas surpresas: acabamos de saber que mais uma edição brasileira de A origem das espécies está no forno. Já havíamos noticiado aqui a publicação recente da EdiPro, mas esta agora vai sair pela Editora Ubu, com direito a uma edição padrão, uma especial (a capa acima) e uma de colecionador. Todas com o mesmo texto da primeira edição da Origem (1859), traduzido, apresentado e organizado pelo professor Pedro Paulo Pimenta (Departamento de Filosofia – USP), que anda pesquisando justamente as relações entre a filosofia e história natural nos séculos XVIII e XIX. Ótima notícia! Ademais, trata-se de uma edição ilustrada por Alex Cerveny e com os seguintes textos adicionais: o esboço histórico (oriundo da terceira edição, 1861); o sétimo capítulo – sobre objeções à teoria da seleção natural – da sexta edição (1872); os artigos de Darwin e Wallace que foram apresentados juntos por Lyell e Hooker em 1858 na Sociedade Linneana de Londres; três resenhas de 1860 sobre a Origem, escritas por Asa Gray, Huxley e Owen; e ainda um glossário de autores e obras mencionadas. A conferir!

 

A conferir: nova tradução da Origem

Saiu no Estadão a notícia sobre a nova tradução de A origem das espécies de Charles Darwin. Como se vê no site da editora, Daniel Miranda traduziu, a EdiPro publicou e Nélio Bizzo fez o prefácio. A capa é linda, o fato de o professor Nélio Bizzo assinar o prefácio (já o fizera na edição mais recente da Martin Claret) é um ponto a favor dessa nova publicação, mas agora temos que ver o conteúdo. A conferir!

Leituras de Darwin: Origem do homem?

Este ano iniciamos a leitura do livro de Darwin conhecido como A origem do homem. Coloquei uma interrogação no título desta postagem porque, assim como em A origem das espécies, o título já é um problema, mas por outros motivos. No caso de A origem das espécies, o original é The origin of species mesmo, e o que se pode questionar é se o título dado por Darwin é adequado ao conteúdo, tendo em vista que ele não está propriamente tratando nem de origem nem de espécies.

Neste caso, o original é The descent of man, que, sim, claro, pode ser traduzido como “A origem do homem” e assim tem circulado, muito provavelmente pela influência do seu livro-irmão. Outra tradução que também circula por aí é “A descendência do homem”, que, linguisticamente, também está correta, inclusive é a tradução mais direta. No entanto há quem diga, como o editor da nova edição portuguesa da Editora Exclamação (ex-Planeta Vivo), o biólogo Nuno Gomes, que, tecnicamente, o certo seria “A ascendência do homem”, pois é de ascendência que o livro trata, e não de descendência.

Fica aqui o convite para essa nossa nova atividade: vamos conferir?

Tradução dos três primeiros capítulos do Tetrabiblos de Ptolomeu

Clique na imagem para ver a tradução dos três primeiros capítulos do Tetrabiblos (tem uma versão comentada e uma sem comentários). Essa publicação tão esperada é fruto de um trabalho de 10 anos que fiz com o meu amigo Marcus Reis Pinheiro (UFF) e do qual nos orgulhamos deveras. Em breve esse material sairá em livro pela EdUEM, junto com os estudos que fizemos sobre a obra de Ptolomeu e as cosmologias antigas. Vale lembrar que, por incrível que pareça, este é o primeiro texto de Ptolomeu traduzido direto do grego para o português.

Em construção

Confiram lá este novo periódico! Além de textos maravilhosos dos amigos – inclusive uma resenha da Francine sobre o último livro de Paul Feyerabend -, há lá um artigo meu sobre autoria científica, uma tradução que fiz da introdução do livro Ciência como arte (Wissenschaft als Kunst), de Feyerabend, e um texto que preparei sobre a entrevista que ele deu em 1993.

Sobre as traduções da Origem das espécies, de Charles Darwin

calvinevolucao

Em 2017 estarei afastada das minhas atividades na UEM para levar a cabo uma pesquisa de pós-doc sobre as traduções da Origem em português. O projeto, que se encontra aqui, será realizado na Universidade de Lisboa (UL) e na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Continuar Lendo →

Quarto encontro do GP – Academia Celeste

El cielo de Salamanca

El cielo de Salamanca

Primeiro Stellium da Academia Celeste