Arquivos de Categoria: Fontes e referências

Mais uma tradução brasileira da Origem!

Realmente 2018 nos reservou algumas surpresas: acabamos de saber que mais uma edição brasileira de A origem das espécies está no forno. Já havíamos noticiado aqui a publicação recente da EdiPro, mas esta agora vai sair pela Editora Ubu, com direito a uma edição padrão, uma especial (a capa acima) e uma de colecionador. Todas com o mesmo texto da primeira edição da Origem (1859), traduzido, apresentado e organizado pelo professor Pedro Paulo Pimenta (Departamento de Filosofia – USP), que anda pesquisando justamente as relações entre a filosofia e história natural nos séculos XVIII e XIX. Ótima notícia! Ademais, trata-se de uma edição ilustrada por Alex Cerveny e com os seguintes textos adicionais: o esboço histórico (oriundo da terceira edição, 1861); o sétimo capítulo – sobre objeções à teoria da seleção natural – da sexta edição (1872); os artigos de Darwin e Wallace que foram apresentados juntos por Lyell e Hooker em 1858 na Sociedade Linneana de Londres; três resenhas de 1860 sobre a Origem, escritas por Asa Gray, Huxley e Owen; e ainda um glossário de autores e obras mencionadas. A conferir!

 

Anúncios

Clube de Revista: Manifesto ciborgue

Esta semana teremos Clube de Revista!

O Gian nos apresentará o famoso Manifesto Ciborgue, publicado por Donna Haraway, em 1991, no capítulo 8 do livro Simians, cyborgs, and women: the reinvention of nature. O manifesto foi traduzido por Tomaz Tadeu e publicado junto com outros textos no livro Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano, que saiu pela Autêntica em 2009. Isso acontece na quinta-feira às 17:30h na sala 223 do bloco I-12.

Continuar Lendo →

Leituras de Darwin 2018

Começamos na semana passada a leitura deste livro de Darwin: A expressão das emoções no homem e nos animais. A edição brasileira é da Companhia das Letras, traduzida por Leon de Souza Lobo Garcia e publicada pela primeira vez em 2000. Essa edição contém um prefácio de Konrad Lorenz, um dos responsáveis pela retomada desse livro nos anos 1960. Recentemente saiu essa nova versão de bolso acima retratada.

No fim da introdução da Origem do homem, cuja primeira edição saiu em 1871, Darwin diz que pretendia incluir um ensaio sobre a expressão das emoções no homem e nos animais, mas acabou reservando isso para uma outra publicação, esta que ora tomamos como objeto de estudo, que foi publicada no ano seguinte.

Revista Koan no ar com artigos do grupo

Está no ar o novo número da Revista Koan, que conta com um dossiê organizado pela nossa guerreira Marta Bellini: Complexidade, Ciências da Vida e Educação. Há lá alguns artigos produzidos no âmbito do nosso grupo, como as iniciações científicas do Vitor, da Isadora e do Wendell, e também o trabalho do Alexandre, fruto da disciplina optativa que oferecemos na Biologia. E, claro, artigos de autoria e coautoria da Marta, além de outros “amigos do grupo”. Confiram em:http://www.crc.uem.br/departamento-de-pedagogia-dpd/koan-revista-de-educacao-e-complexidade/edicao-4-jan-2016

O evolucionista voador

Este é o livro mais recente do Felipe A. P. L. Costa, biólogo que ousa ser um acadêmico independente no Brasil de hoje. Eu tive a oportunidade de conhecê-lo no ano passado durante a minha pesquisa de pós-doc sobre as traduções da Origem. Em breve falarei mais dele aqui e a sua relação com a minha pesquisa, mas o espaço agora está reservado para mostrar este livro, O evolucionista voador, e mais dois outros: Ecologia, evolução e o valor das pequenas coisas e Poesia contra a guerra. Todos são edições do próprio autor, que também circula por aí disseminando esse material e fazendo divulgação científica de altíssimo nível, como se pode ver, por exemplo, aqui, aqui e aqui. Já comprei os meus exemplares e recomendo. O autor envia pelo correio para todo o Brasil, basta entrar em contato com ele por e-mail (meiterer@hotmail.com). Há uma amostra dO evolucionista voador em PDF. Clique aqui para baixá-lo.

 

Tradução dos três primeiros capítulos do Tetrabiblos de Ptolomeu

Clique na imagem para ver a tradução dos três primeiros capítulos do Tetrabiblos (tem uma versão comentada e uma sem comentários). Essa publicação tão esperada é fruto de um trabalho de 10 anos que fiz com o meu amigo Marcus Reis Pinheiro (UFF) e do qual nos orgulhamos deveras. Em breve esse material sairá em livro pela EdUEM, junto com os estudos que fizemos sobre a obra de Ptolomeu e as cosmologias antigas. Vale lembrar que, por incrível que pareça, este é o primeiro texto de Ptolomeu traduzido direto do grego para o português.

Em construção

Confiram lá este novo periódico! Além de textos maravilhosos dos amigos – inclusive uma resenha da Francine sobre o último livro de Paul Feyerabend -, há lá um artigo meu sobre autoria científica, uma tradução que fiz da introdução do livro Ciência como arte (Wissenschaft als Kunst), de Feyerabend, e um texto que preparei sobre a entrevista que ele deu em 1993.

Dossiê de Science Studies na Revista Brasileira de História da Ciência

Novo número da RBHC com dossiê sobre science studies organizado pelo prof. Antonio Augusto e por mim. Confiram!

revista

Continuar Lendo →