Ciência & Arte

Este ano decidimos entrar de sola no nosso projeto de pesquisa: Ciência e arte na perspectiva dos Science Studies. Vamos começar com uma miscelânea teórica alimentada por exemplos que podem virar estudos de caso (a astrologia de Manilius e Ptolomeu, a visão de mundo estética de Galileu, Kepler e Newton, a obra de Da Vinci e Goethe, a produção centífico-artística de Haeckel, Ramon y Cajal e Margaret Mee). São estes os textos teóricos:

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Filosofia, ciência lógica e arte. In: DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é filosofia? Tradução de Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992, p. 149-255.

FEYERABEND, Paul. O progresso na filosofia, na ciência e nas artes. In: FEYERABEND, Paul. Adeus à razão. Tradução de Vera Joscelyne. São Paulo: UNESP, 2010, p. 173-193.

FEYERABEND, Paul. A arte como um produto da natureza e como uma obra de arte. In FEYERABEND, Paul. A conquista da abundância: uma história da abstração versus a riqueza do ser. São Leopoldo, RS: UNISINOS, 2005, p. 297-320.

FEYERABEND, Paul. La unidad de las artes y las ciencias. In: FEYERABEND, Paul. Por qué no Platon? Madrid: Editorial Tecnos, 2001, p. 106-110.

FOUCAULT, Michel. Arte, epistemologia, filosofia e história da medicina. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011 (Coleção Ditos e Escritos, v. VII).

GEERTZ, Clifford. A arte como um sistema cultural. In: GEERTZ, Clifford. O saber local. Tradução de Vera Joscelyne. Petrópolis/RJ: Editora Vozes, 2014.

HARAWAY, Donna. Sympoieses: symbiogenesis and the lively arts of staying with the trouble. In: HARAWAY, Donna. Staying with the trouble: making kin in the chthulucene. Durham/London: Duke University Press, 2016, p. 58-98.

JUNG, C. G. O espírito na arte e na ciência. Tradução de Maria de Moraes Barros. Petrópolis/RJ: Editora Vozes, 2011.

KANDINSKY, Wassily. Do espiritual na arte: e na pintura em particular. Tradução de Álvaro Cabral e Antonio Danesi. São Paulo: Editora Martins Fontes, 1996.

KUHN, Thomas. Comentários sobre a relação entre ciência e arte. In: KUHN, Thomas. A tensão essencial. Tradução de Marcelo Penna-Forte. São Paulo: Editora Unesp, 2011, p. 361-373.

MACHADO, Cristina de Amorim. Tradução da introdução do livro Wissenschaft als Kunst de Paul Feyerabend. Em construção: arquivos de epistemologia histórica e estudos de ciência, Rio de Janeiro, ano 1, v. 1, p. 152-156, mar. 2017.

ZOJA, Luigi. História da arrogância. São Paulo: Editora Axis Mundi, 2000.

Uma resposta

  1. Excelente! Obrigada, Cris!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s