As primeiras traduções da Origem

Capa da primeira tradução da Origem, Über die Entstehung der Arten, publicada em Stuttgart por Schweizerbart em 1860, alguns meses depois do original (1859) .

Essa tradução alemã foi feita pelo naturalista Heinrich Georg Bronn (1800-1862), autor citado sete vezes por Darwin na última edição da Origem, segundo levantamento feito pelo Pedro (clique aqui para ver o material sobre a pesquisa do Pedro, que inclui no relatório final um verbete sobre o Bronn).

Além da tradução, Bronn acrescentou um capítulo escrito por ele, que, apesar de ter sido bem recebido por Darwin (carta de 14 de julho), acabou sendo objeto de críticas de outros naturalistas alemães, como Julius Victor Carus, que foi o responsável por uma nova tradução.

Segundo Carus, o problema já começava no título: Bronn traduziu como Entstehung (“origem” num sentido mais abstrato, mais metafísico), mas Carus achava Ursprung mais preciso (“origem” num sentido mais concreto, material). Bronn ainda fez a tradução da segunda edição da Origem publicada em 1863.

No site Darwin Online se encontram todas as edições e traduções da Origem. Clique aqui para ver esta primeira edição alemã.

Veja a cronologia das primeiras traduções:

1.Alemão – 1860, 1862-3, 1867, 1876, 1916

2.Holandês – 1860

3.Francês – 1862, 1866, 1870, 1873

4.Russo – 1864

5.Italiano – 1864

6.Dinamarquês – 1872, 1909, 1913

7.Polonês – 1884-5

8.Espanhol – 1877, 1921

9.Português – 1913

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s