Pérolas dos alunos – Amanda

Amanda Beatriz Kawano Bakosh - aluna de Bioquimica/2016

Amanda Beatriz Kawano Bakoshi – aluna de Bioquimica/2016

Um voo através dos paradigmas

Machado de Assis escreveu o conto “Ideias do canário”, o qual conta a história de Macedo, um estudioso de ornitologia, que conversa com um canário que encontrou em uma loja de belchior. Já Thomas Kuhn escreveu A estrutura das revoluções científicas, obra que propõe um novo olhar para a ciência, e apresenta conceitos e ideias que podem ser pensados junto com o conto de Machado de Assis; isso pode ser feito explicando os conceitos de Kuhn, e depois relacionando-os com a história do canário, de modo a identificar a semelhança entre as duas histórias, deixando evidente como o conto pode ilustrar o conceito de paradigma.

Segundo Kuhn, paradigma é um “modelo” padrão que cientistas normais adotam de modo a resolver quebra-cabeças, os quais são problemas propostos pelo paradigma que, em princípio, pode resolvê-los. Ciência normal, por sua vez, é a pesquisa realizada tendo como base o paradigma. Alguns problemas podem não ser resolvidos pelos paradigmas, que são as anomalias; elas podem atacar diretamente o paradigma e, quando é observado que ele não é mais adequado, tem-se uma crise. Isso leva a um período de debates e desacordos entre a comunidade científica a fim de eleger um novo paradigma, período equivalente ao pré-paradigmático, que tem uma prática científica “extraordinária”, em contraposição à “ciência normal” e, quando o novo paradigma é definido, através de um consenso entre os cientistas, ocorre a revolução científica, levando a uma nova ciência normal, sendo que não há cumulatividade de um paradigma para outro, ou seja, há um progresso não cumulativo.

Em “Ideias do canário”, Macedo ouve do canário qual a definição de mundo em três situações distintas, obtendo respostas diferentes em cada uma das vezes: quando o canário vivia na gaiola da loja de belchior, o mundo para ele era a loja. Ao se mudar para o jardim de Macedo, o mundo do canário passou a ser um jardim com “um pouco de azul por cima”. Ao terminar de falar suas concepções de mundo, o canário dizia que fora dali, tudo era ilusão e mentira. Por fim, ao fugir da gaiola, seu mundo passou a ser o céu azul com o sol. Isso representa o paradigma: cada concepção do canário é um paradigma diferente; com o surgimento de novas observações, o canário muda a visão dele, adotando uma nova concepção de mundo que considera mais adequada, ou seja, um novo paradigma, como se fosse a revolução científica, levando à ciência normal novamente, na qual o canário está certo sobre sua nova definição de mundo. O que não faz mais parte de sua concepção é chamado de falso, ou seja, deixou para trás as ideias do antigo paradigma, representando o progresso não cumulativo.

Portanto, o conceito do paradigma kuhniano pode ser comparado às visões de mundo do canário machadiano, que são alteradas assim como os paradigmas, ou seja, o conto ilustra o processo de como ocorrem revoluções científicas e, deste modo, é possível enxergar as ideias de Thomas Kuhn em um conto de Machado de Assis.

Referências

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. Tradução de Beatriz e Nelson Boeira. SP: Perspectiva, 1996.

MACHADO DE ASSIS, Joaquim Maria. Ideias do canário. In: ___. Páginas recolhidas. SP: W. M. Jackson Inc. Editores, 1957.

*************************************************

O texto da Amanda foi produzido a partir da seguinte questão:

Em que sentido o conto “Ideias do canário”, de Machado de Assis, pode ilustrar o conceito de paradigma, proposto por Thomas Kuhn em A estrutura das revoluções científicas? Escreva um texto que articule a sua reflexão sobre o conto e os principais conceitos (paradigma, revolução científica, anomalia, ciência normal e quebra-cabeças) que se encontram na obra de Kuhn.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s